Back to top

PLANTAS RUDERAIS EM PASTAGENS DO AGRESTE ALAGOANO: UMA CARACTERIZAÇÃO TAXONÔMICA E ETNOBOTÂNICA

Tipo de Trabalho 

Artigo

RESUMO - As plantas, de um modo geral, estão distribuídas em vários ambientes e sempre acompanharam o ser humano desde o início da sua evolução. Entretanto, existem espécies que são consideradas indesejáveis, pois impossibilita a produtividade das forrageiras, e pode provocar intoxicações aos animais. As plantas ruderais estão por toda parte e são popularmente conhecidas por mato, plantas daninhas ou plantas invasoras. Diante disso, esta pesquisa teve como objetivo realizara caracterização taxonômica e etnobotânica da vegetação ruderal em pastagens do agreste alagoano.  O estudo foi realizado nas cidades de Arapiraca, Girau do Ponciano, Lagoa da Canoa, Feira Grande, São Sebastião, e desenvolvido sobre uma abordagem quali-quantitativa e descritiva. A execução do trabalho ocorreu no período de fevereiro de 2015 a maio de 2016. A princípio houve a caracterização da área de estudo, por conseguinte, em cada cidade um agricultor se propôs a auxiliar na pesquisa, assinando o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) e respondendo a questionários aplicados que os indagavam sobre o conhecimento que detinham sobre as plantas ruderais, em seguida as plantas foram coletadas e identificadas no laboratório um total de 16 espécies distribuídas em 8 famílias botânicas a saber: Rubiaceae, Lamiaceae, Malvaceae, Solanacae, Asteraceae, Poaceae, Cyperaceae,Cucurbitacea. Os resultados demonstraram a Asteraceae como a família com maior número de espécies entre as forragens, além disso, percebeu-se que para os agricultores existem dificuldades para o manejo das forragens, uma vez que as plantas ruderais estão presentes. Nesse sentido, a ausência de informações sobre esse tipo de vegetação, aumenta a quantidade de plantas ruderais nas diversas pastagens e/ou cultivos agrícolas, uma vez que não há recomendações técnicas de manejo e tratos culturais para implantação, recuperação ou condução das pastagens